- CENTRO DE ESTUDOS PARAPSICOLÓGICOS DA AMÉRICA LATINA  
                         FUNDADO EM 1982

    ABRAMENTE        eudes alves          quem somos            cursos            e-mail
          TEMAS
 :: Apometria
:: Auto Estima
    Auto Hipnose
:: Ayahuasca  -  DMT
:: Captação
:: Comunicação com
    o bebê no útero
:: Depoimentos
:: EMDR
:: Falsas Memórias
:: Fobias
 : O Que é Hipnose?
:: Longevidade
:: Medo de Dirigir
::
::
::
::
:: Psicotranse
:: PTSD
:: Reencarnação
:: Psicomanteum
:: Regressão de
    Memória
:: Renascimento
 ::
 ::Yoga

CAPTAÇÃO
DEFINIÇÕES E  FUNDAMENTOS.

              
Foto registrada durante o  curso de- Setembro

A Captação é um processo de interação inconsciente no qual os conteúdos emocionais, ou psíquicos, interagem ou são expressos durante um psicotranse.

A captação é realizada por uma pessoa treinada (ou não), valendo-se de sinais subliminares, ou intrapsíquicos,  tais como:  estímulos não verbais, percepções periféricas, percepções extra-sensoriais, ressonância de estados psíquicos etc..

A  técnica da captação pode ser uma ferramenta psicológica de analise em profundidade dos processos inconsciente de grande valia para o psicólogo e o psicoterapeutas..   

A Captação Transe-Terapia é um processo terapêutico de grande intensidade dramática, no qual o sensitivo vive a história do paciente de uma forma intensa,  manifestando sem censura tudo aquilo que o paciente sente, ou  tem dentro de si sem verbalizar (semelhante ao psicodrama de Moreno).  Desse modo ao passar essa carga emocional pelo sensitivo, a pessoa captada se liberta desses conteúdos negativos, sentindo-se aliviada imediatamente, como se ela  mesma (a pessoa captada) tivesse verbalizando tudo aquilo em uma intensa catarse. Mesmo que a pessoa captada não assista o que o sensitivo esta manifestando (captação a distância), o resultado positivo da captação é o mesmo. Cortando-se assim as "ligações  energéticas negativas" que interagem e interferem no corporal e comportamental, e que muitas vezes a pessoa  sozinha, por si mesma, não conseguem superar. 
Após a captação, para a análise dos conteúdos, conscientização e orientação adequada,  o "paciente" é atendido pelo profissional que o assiste (médico, psicólogo, psicoterapeuta, psiquiatra etc.), que, conforme seu treinamento, poderá usar o modelo terapêutico de sua preferência. Sendo assim a captação uma técnica muito utilizada em terapia breve, não convencional, muito útil para aliviar distúrbios emocionais, tais como: fobias, depressão, estresse, traumas, síndrome do pânico etc.. Este procedimento é eficiente ainda em crianças muito pequenas, até mesmo em  recém nascidos, ou pessoas em coma profundo. Pois, a ação terapêutica da captação não depende da atitude do paciente captado, e sim da interação inconsciente. A captação pode ser feita mesmo à qualquer distância, por intermédio de uma pessoa que sirva de  "elo de ligação
energética", seja: o pai, a mãe, o irmão, a irmã, o cônjuge ou uma pessoa amiga muito íntima. 
A ação terapêutica da captação é muito parecida àquela que acontece no processo regressivo da TVP e nas curas espirituais, nas quais os conteúdos parecem obedecerem a um simbolismo universal (arquétipos), vinculados à crenças e valores do paciente, ou do seu grupo familiar, ou social.
 
 Veja os exemplos em  Caso tratados. 

Reconhecimento da captação.
Esta técnica hoje já é reconhecida internacionalmente como sendo uma importante e  eficiente ferramenta no apoio aos profissionais das áreas psicológicas e médicas. Esta técnica não exclui nem substitui outras técnicas,  ela pode ser usada como elemento auxiliar em qualquer terapia, acelerando o processo terapêutico, independente do modelo utilizado, assim ela é considerada complementar. Permitindo ainda, uma parceria muito significativa  entre sensitivo  e  técnico. Assim, a pessoa sensitiva passaria a ser um auxiliar de terapia, equiparado aos auxiliares de enfermagem, ou aos egos auxiliares (atores e atrizes) que colaboram no psicodrama. 

A Captação  nos possibilita observar o processo de interação inconsciente,  e medir os resultados dessa terapia pelas resposta e atitudes positiva das pessoas captadas.  Podemos assim acompanhar o processo terapêutico, observando a eliminação de  sintomas, angústias  e depressões, facilitando a solução dos problemas comportamentais e a melhora nas relações familiares e sociais. 

A captação na literatura especializada.
Em 1994,  foi publicado na Alemanha o livro de autoria de Marina Spinu e Henry Thorau,  "Captação Trance-Therapie en Brasilien", Editora Reimer. Nesse livro é descrita a técnica e os fundamentos dessa terapia, seguindo uma visão de uma etno-psiquiatria acadêmica com o rigor alemão.
 Esse trabalho permitiu introduzir essa técnica nos grupos de psicodrama de Berlim e na Clínica de Terapia Familiar Sistêmica dirigida pelo Dr. Jakob Bosch, da Universty Medical School Basel, na Suíça.

A Captação-Transe-Terapia é um perfeito laboratório para o estudo das relações humanas, dentro de uma visão holística, integrado conceitos de disciplinas múltiplas, incluindo o extra-sensorial e a comunicação inconsciente, já antevista na idéia do inconsciente coletivo de Jung.

Para compreender esse processo adequadamente, precisamos rever os nossos conceitos  sobre a comunicação e o processamento da informação entre os seres vivos, desde o mais elementar sinal entre uma unidade viva, unicelular, até a complexa informação PSI ou ressonância de sinais e padrões de comportamentos complexos,  comumente conhecidos como incorporações ou dramatização do inconsciente. 
Estaríamos abrindo com a técnica da captação uma possibilidade de estudo controlado dos fenômenos produzidos pelos médiuns no espiritismo, passando pelo laboratório experimental da observação controlada, e ainda, ampliando a nossa compreensão do chamado efeito placebo, muito alem do puramente convencional dos estudos estatísticos, estaríamos lidando com o qualitativo.

A Captação na Bíblia.
Encontramos na Bíblia um relato que serviria para ilustrar o mecanismo da captação. Em Mateus c. 8,  v. 14 ao 17, podemos ler  que Jesus tomou a mão da sogra de Pedro, que estava em cama com febre, e a febre sumiu. E logo, no v. 17, diz que ele tomava sobre si as enfermidades dos outros. Jesus curaria tomando sobre si os sintomas (captando), como acontece hoje com os sensitivos treinados.  Embora algumas sensitivas, sem o treinamento adequado, se queixam  dizendo que ficam "carregadas" depois de fazerem uma captação, outras aprendem lidar com esse mecanismo e sentem um bem-estar muito grande. Tivemos sensitivas na nossa equipe que se sentiam magnificamente bem, depois de atenderem trinta "pacientes" sem interrupções, enquanto outras somente faziam umas poucas sessões e ficavam muito cansadas, como se tivessem realizado um grande esforço físico. Com  a continuação do treinamento estas passaram a realizar um número bem maior de sessões, sem queixas nenhuma.
(Temos centenas de fitas de vídeo, gravadas, desses atendimentos realizados no CEPAL, sendo a próxima etapa desse estudo, a análise estatística desse material).
AS INTERAÇÕES INCONSCIENTES ACONTECEM EM DIFERENTES "NÍVEIS PSI", OBEDECENDO SEMPRE AS REGRAS DA INTERAÇÃO; UMA DELAS, A FUNDAMENTAL, É A EXCITAÇÃO DO CAMPO PSI, SEM A QUAL NÃO EXISTE INTERAÇÃO. 
                                                    SOMENTE CAMPOS EXCITADOS PODEM FAZER INTERAÇÕES ENTRE SI. 
Do nosso trabalho de surge uma nova ferramenta:  "A CAPTAÇÃO TRANSE-TERAPIA". O sensitivo em estado de transe induzido pode vivenciar o que o paciente sente, e de forma dramática verbalizar isso. Essa informação transcende tempo e espaço. É Uma comunicação fora dos sinais sensoriais, ou sinais transportados. É uma comunicação inconsciente, semelhante ao que Ch. S. Peirce chamou de abdução. Por outro lado, o estudo da ESP realizado pela parapsicologia nos aponta que "psi gamma" é uma forma de comunicação atemporal, constatada estatisticamente, e aponta claramente a participação do inconsciente nesse processo, embora os testes ESP com cartas zener sejam realizados no nível consciente. Em Montevidéu o Prof. G. Pascal desenvolveu uma pesquisa com cartas Zener com relaxamento autógeno, encontrando resultados significativos.
No começo do seu trabalho terapêutico o Dr. Eliezer Mendes, em Salvador, o titulou de "parapsicologia clínica", percebendo que o sensitivo não era consciente do trabalho de captação. Muitos conteúdos da captação são atemporal, embora a queixa patológica captada seja atual (simultaneidade da informação). Da interação inconsciente talvez surja também um novo paradigma, que nos permita o estudo da mente não localizada, já sugerido por Gosswami em "Universo Auto-consciente".
Veja a entrevista de Deepak Chopra e Stuart Hameroff.
http://newsweek.washingtonpost.com/onfaith/panelists/deepak_chopra/2010/04/is_consciousness_connected_to_the_fine_structure_of_the_universe.html
EXTENSÕES E LIMITES DA CAPTAÇÃO.
Praticamente os limites da captação seriam os mesmos do inconsciente, os mesmos limites de PSI, muito alem dos limites das coordenadas tempo-espaço da nossa consciência sensorial. 

A captação transcende tempo e espaço. 

A informação contida na captação pode ser "retrocognitiva" (passado), "símul-cognitiva" (presente) ou "pré-cognitiva" (futuro). 
Embora, aparentemente pareça ser uma hiperestesia dos sentidos, ou uma leitura muscular, como no cuberlandismo, pelo simples fato que o sensitivo segura algumas vezes na mão do sujeito captado, mas isso não é necessário, o sujeito pode estar a quilômetros de distância do sensitivo. Já fizemos captações com o sensitivo em São Paulo e os pacientes na Itália, Japão, Alemanha e outros paises distantes. O que demonstra que a captação transcende o espaço.

LIMITE DE IDADE.
A captação não tem limites de idade. Temos casos de captações realizadas  durante a gestação, captação de bebês recém nascidos, alguns  prematuros, e de pessoas em idade muito avançada. 

O GRANDE SEGREDO.
A captação (interação do inconsciente) parece ser a essência de todo "trabalho espiritual". 
E também o grande segredo de todo trabalho bem sucedido, e ainda, a explicação de como o inconsciente age nos processos auto-punitivos, malogrando todo trabalho e esforço. 
Muitas vezes o inconsciente negativo (a sombra) aparece na captação interagindo negativamente, e de forma personificada, essa energia inconsciente, assume a autoria da ação negativa/destrutiva, como se fosse uma identidade maléfica, ela diz: 
                                  "Eu vou acabar com você"
, ou "Me mandaram acabar com você". 
Em muitos casos, mesmo que a pessoa se esforce, ela termina "dando murros em ponta de faca", como se ela fosse realmente dominada por essa "energia negativa", isto fica muito claro nas manifestações das personalidades intrusas, descritas por Eliezer Mendes em seus livros. 
A pessoa sozinha, por si mesma, não consegue vencer essa dificuldade, porque essa energia inconsciente atuaria de uma "forma circular", dentro do próprio sistema psico-emocional, onde os sentimentos de culpa estariam atuando como reforços da energia negativa (os semelhantes se atraem e se somam). A própria negatividade da pessoa alimentaria essa personalidade intrusa, ou sombra (como é denomina na psicologia analítica de C. G. Jung).
Na captação a ação catalisadora do sensitivo, "desgastaria" essas energias inconscientes, ou ressignificaria o evento traumático, como se diz na PNL, permitindo assim a pessoa reestruturar a sua vida profissional e afetiva de forma satisfatória.
 
Algumas pessoas teriam um efeito catalisador maior que outras, o que explicaria o chamado poder de cura dos médiuns, pastores, terapeutas etc., tão controvertido no passado... mas hoje já estudado em algumas universidades.
INDICAÇÕES DA CAPTAÇÃO.
Uma das indicações da captação-transe-terapia é o PTSD (síndrome do estresse pós traumático).
Quando o sensitivo revive a situação traumática, vivida pela pessoa captada, a tensão contida no episódio gerador do sintoma se dilui progressivamente, reduzindo a resposta emocional negativa. 

Assista  no site do Grupo Capta o vídeo de uma sessão de captação, dirigida pelo Prof. Eudes Alves, durante o tratamento de uma vítima de assalto, no qual o noivo da paciente foi morto pelos assaltantes, e ela  sofreu também um ferimento de bala no abdome durante o assalto. 
A paciente, em conseqüência daquele trauma violento, sofreu uma profunda depressão pós traumática (PTSD), ela foi tratada com sucesso no CEPAL com o procedimento da captação. 
Veja o filme ilustrativo em

http://www.captainconsciente.com.br

Obs. A pessoa tratada não esquece o evento traumático, mas a carga emocional desse evento deixa de agir negativamente sobre a área cerebral responsável pelas emoções, o frontal e o sistema límbico passam a funcionar em equilíbrio.
 

INTERAÇÃO COM ANIMAIS.

 CURSO DE PSICOTRANSE E CAPTAÇÃO TRANSE-TERAPIA  MINISTRADO PELO PROF. EUDES ALVES

 
 Declaração de direitos autorais ou outra declaração de propriedade é exibida aqui.
Para problemas ou perguntas a respeito desta Web, contate via e-mail.
Última atualização: 09/10/13.